Publicidade

carreira de corretor oferece excelentes oportunidades de crescimento, mas há também alguns desafios a serem considerados antes de trilhá-la. Tirar o CRECI é o mais importante deles, por ser o passo definitivo para ingressar nessa profissão de forma segura e efetiva. 

Flexibilidade de horário, ganhos ilimitados e acentuada autonomia na forma de gerir a própria carreira são alguns dos benefícios que mais têm feito com que pessoas busquem o trabalho de corretor. O objetivo delas é contornar esse momento de crise e alcançar uma vida profissional mais satisfatória.

Se esse é o seu caso, continue a leitura. Vamos mostrar nosso passo a passo para tirar o CRECI. Confira! 

1. Entenda o que é CRECI

CRECI é a sigla de Conselho Regional de Corretores de Imóveis. Cada estado possui sua própria sede, que está subordinada ao órgão maior da profissão, chamado Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (COFECI) — fundado em 1962, mesmo ano em que começou a se estabelecer o CRECI de cada região.

O papel do CRECI é regulamentar, fiscalizar e publicar os parâmetros para o exercício da profissão. Além, é claro, de prestar suporte técnico e jurídico aos afiliados da classe, que também passam a ter o privilegio de participar de seminários, conferências e eventos organizados exclusivamente para eles.

Por se tratar de uma instituição legalmente reconhecida, que exige filiação para o exercício da profissão, o trabalhador não credenciado estará sujeito a penas como prisão e multa, de acordo com o artigo 47 da Lei das Contravenções Penais — Decreto Lei nº 3.688, de 1941. Ela institui: “exercer profissão ou atividade econômica ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício”.

Por isso, não se arrisque e procure se beneficiar desde já, tomando as devidas medidas para tirar seu CRECI.

2. Faca cursos reconhecidos pelo Conselho de sua região

Agora que você já entendeu a importância do CRECI e a necessidade de se filiar a ele, vamos explicar como dar o primeiro passo para conquistar uma carteira como afiliado. Para poder se submeter ao processo de registro junto ao Conselho de sua região, é preciso fazer um curso de Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) ou superior tecnólogo em Ciências Imobiliárias ou Gestão de Negócios Imobiliários.

Os estudos podem ser presenciais ou a distância. Antes de iniciá-los, porém, será necessário conferir se a instituição escolhida é reconhecida pelo CRECI. Assim, você evita desperdiçar tempo e dinheiro em um curso que não lhe permitirá se afiliar ao principal órgão da classe em sua região.

Cada CRECI disponibiliza uma lista de instituições validadas, que podem, inclusive, ser conferidas pela internet. Faça esse “dever de casa” antes de escolher em qual delas estudar.

Estrutura dos cursos

Antes de procedermos com o passo a passo para tirar a carteira oficial de corretor, é importante explicarmos alguns pontos que farão parte de seus estudos. Além de ser um requisito básico para se filiar, os cursos disponíveis vão preparar melhor o profissional para o mercado.

Publicidade

Há a oferta de matérias diversas, que englobam desde o entendimento legal sobre a venda de imóveis até os fundamentos de marketing que serão essenciais no exercício da profissão. Em meio a tudo isso, você deverá passar pelos seguintes aprendizados:

  • domínio dos processos legais sobre transações de imóveis;
  • fundamentos de administração e contabilidade (no curso superior);
  • estágio obrigatório;

Somente após a aprovação no estágio obrigatório, que deve ocorrer durante o curso, é que será possível se dirigir ao CRECI regional para iniciar o processo de filiação. Mais do que uma burocracia, essa é uma forma de você realmente se preparar para o exercício da função depois de formado ou graduado na área.

3. Prepare sua documentação para tirar o CRECI

Após fazer o curso, passar pelo estágio obrigatório e concluir as devidas etapas, você deve preparar a documentação para finalmente dar entrada no pedido de filiação junto ao CRECI. É preciso verificar junto ao seu Conselho quais os documentos exatos, mas, no geral, são requeridos os seguintes:

  • RG
  • CPF;
  • título de eleitor e comprovante de votação na última eleição;
  • certificado de reservista (homens);
  • comprovante de residência;
  • diploma do curso técnico ou superior realizado;
  • comprovante de conclusão do ensino médio;
  • duas fotos 3×4 e uma 2×2, sem data, iguais, recentes e em trajes formais;
  • comprovante de pagamento da anuidade, de emolumentos e da taxa expedida pelo CRECI.

Existe, ainda, uma taxa a ser paga no ato da inscrição, que pode custar por volta de R$591,00, como acontece em São Paulo. Fora isso, é importante lembrar-se do pagamento da anuidade para manter sua carteira válida durante o exercício da profissão.

A anuidade fica em torno de R$1.200,00. Todo esse processo, caso não falte nenhum documento e você não precise retornar, costuma levar uma média de 30 a 90 dias.

4. Busque oportunidades profissionais com a carteira em mãos

A oficialização de sua filiação junto ao Conselho Regional se dá em uma solenidade. Nela, você recebe a carteira do CRECI e o direito de exercer a profissão. A partir desse momento, será possível trabalhar tanto como autônomo quanto como associado a imobiliárias.

Existe, ainda, a opção de ser um parceiro autônomo e se beneficiar de ambas as possibilidades. Em todos esses casos, é bom ter em mente que seus ganhos dependerão de sua habilidade profissional e da articulação com possíveis compradores e colegas de trabalho. Por mais que traga liberdade, essa profissão exige compromisso e constante atualização sobre o mercado para se alcançar o devido sucesso.

Alguns corretores abrem suas próprias imobiliárias, após estarem devidamente legalizados, para exercerem a profissão e, finalmente, colherem os frutos de todo o esforço empenhado nos estudos e na preparação necessária para a chegada desse momento — sobretudo quem se forma nos cursos superiores de Ciências Imobiliárias ou Gestão de Negócios Imobiliários, voltados para a administração.

Se você gostou de nosso passo a passo para tirar o CRECI, não deixe de saber mais sobre o curso para corretor de imóveis e algumas opções na área! Assim, você estará mais bem preparado para dar esse importante passo em sua vida profissional.

Publicidade

Publicidade

Sobre o autor

Rede Silvinho Ximenes

Baseada no Know how do empresário mineiro Silvinho Ximenes, referência reconhecida no mercado imobiliário nacional dentro de seus 50 anos de profissão, a Rede Silvinho Ximenes® já é reconhecida como uma das mais admiradas redes de imóveis, formada por corretores autônomos, full service do Brasil.

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This