Manter-se preparado e atualizado é fundamental para qualquer profissional — e no mercado imobiliário não é diferente. Especialmente para quem está iniciando na carreira de corretor de imóveis, é essencial dominar os procedimentos e os conceitos mais comuns na atividade.

Confira, a seguir, os principais termos e definições utilizados no mercado. Trata-se de um verdadeiro dicionário do corretor de imóveis, com os conceitos básicos para quem pretende atuar na profissão. Vamos lá?

Escritura de imóvel

A escritura é o registro do ato ou do desejo de transmissão da posse do imóvel. Ele apresenta as condições de compra e venda da propriedade, identificando as partes envolvidas, os valores, a forma de pagamento etc.

Para ter valor legal, a escritura precisa ser registrada no Cartório de Notas. Ela é o documento oficial de transferência de posse.

Contrato de gaveta

Trata-se do registro de um acerto realizado entre duas partes sem a materialização de um documento oficial. Geralmente, é celebrado quando uma pessoa assume o pagamento do financiamento da outra parte.

Considerado arriscado, o contrato de gaveta formaliza uma operação de compra e venda que não conta com a anuência do agente financiador. Como a negociação não pode ser oficializada, as partes assinam tal documento como forma de registro.

Contrato de compra e venda

Documento provisório por meio do qual as partes comprometem-se a celebrar um contrato definitivo, com registro em cartório, confirmando determinada negociação. O contrato de compra e venda registra os compromissos que comprador e vendedor assumem para a conclusão do negócio.

Nele, devem constar, além da identificação dos vendedores e compradores, informações como o valor da propriedade, a forma de pagamento e o prazo de entrega, entre outras.

Habite-se

Documento emitido pela prefeitura, o habite-se atesta que o imóvel foi construído de acordo com o Registro de Incorporação. Ele representa a autorização para que a unidade seja ocupada ou financiada. Para emiti-lo, os fiscais da prefeitura realizam uma vistoria e avaliam se a construção seguiu o projeto previamente aprovado.

Memorial descritivo

Esse documento precisa ser elaborado antes do lançamento de qualquer empreendimento imobiliário, detalhando diversos aspectos. No memorial descritivo, devem ser apresentadas todas as fases da obra, quais materiais e acabamentos serão utilizados etc.

Sua função é justamente registrar, da forma mais detalhada possível, tudo o que consta no projeto aprovado. Muito solicitado pelos clientes, o memorial descritivo evita que os compradores sejam lesados. Registrado em cartório, o documento garante que uma obra será efetivamente entregue e seguirá o que foi prometido. 

Pirata

Gíria utilizada pelos corretores para identificar o período que precede o lançamento de um empreendimento. Nesse mercado, “pirata” é o melhor momento para fechar bons negócios. Porém, trata-se de um período onde só é permitida a reserva dos imóveis aos eventuais compradores.

RI

Expedido pelo município, o Registro de Incorporação (RI) contém diversas especificações sobre o empreendimento imobiliário. Sem ele, a construtora não pode comercializar os imóveis.

O RI mostra qual será a estrutura do empreendimento, especificando, por exemplo, se haverá área de lazer, garagem ou espaços comuns. Ele também certifica a regularidade fiscal da construtora. O imóvel sem esse documento não passa da fase de “pirata”.

Lead

Chama-se lead a pessoa que faz contato com a imobiliária solicitando um atendimento para conhecer determinada propriedade. Trata-se, portanto, de um cliente em potencial para fechar um negócio. O termo é originário do grande volume de buscas e consultas realizadas principalmente por meio dos portais e sites de imóveis.

Alienação fiduciária

A alienação fiduciária ocorre quando um imóvel é adquirido a partir de financiamento ou consórcio, mas permanece como garantia do pagamento até a liquidação da dívida. O comprador tem a posse provisória do bem, mas não fica impedido de negociá-lo. A posse definitiva ocorre somente após a quitação do valor.  

ITBI

O Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis é um tributo cobrado pela prefeitura toda vez que um empreendimento é negociado. O valor do ITBI, que deve ser pago pelo comprador do imóvel, varia de cidade para cidade.

Somente após o pagamento do ITBI o Cartório de Registros de Imóveis pode efetuar a transferência da propriedade do bem para o nome do comprador. Em alguns municípios, o tributo chama-se Imposto Sobre Transmissão Inter Vivos.

Hipoteca

Por meio da hipoteca, é possível colocar um imóvel como garantia de um empréstimo bancário. Caso o devedor não honre com o pagamento da dívida, a instituição que concedeu o empréstimo pode executar a hipoteca e assumir a posse definitiva da propriedade. Essa operação também é conhecida como refinanciamento imobiliário ou crédito com garantia de imóvel.

INCC

Calculado pela Fundação Getúlio Vargas, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) é usado nas correções dos contratos de compra e venda de imóveis ainda em construção. O indicador, calculado mensalmente, mede o crescimento dos custos da indústria da área.

VGV

Chama-se Valor Geral de Venda (VGV) a soma de todas as unidades de um determinado empreendimento imobiliário, desconsiderando eventuais negociações. O VGV é útil quando se precisa saber o potencial comercial de uma propriedade, facilitando o planejamento das estratégias de vendas.

Usucapião

Trata-se de uma forma de transferência de um imóvel a alguém que o ocupou de forma contínua por um determinado tempo sem nenhuma manifestação contrária por parte do proprietário.

A falta de objeção dos donos quanto a essa ocupação é entendida como renúncia ou abandono de sua posse. Assim, seguindo os requisitos previstos em lei, o ocupante pode pleitear a posse definitiva do imóvel.

E então? O que achou do nosso dicionário do corretor de imóveis e dos termos básicos que todos os profissionais devem dominar para se destacar no mercado? É fundamental ter os conceitos acima na ponta da língua no momento de atender aos clientes.

Agora que você já tem familiaridade com as expressões da área, que tal descobrir como se posicionar da forma adequada nas redes sociais? Boa leitura e bons negócios! 

Sobre o autor

Rede Silvinho Ximenes

Baseada no Know how do empresário mineiro Silvinho Ximenes, referência reconhecida no mercado imobiliário nacional dentro de seus 50 anos de profissão, a Rede Silvinho Ximenes® já é reconhecida como uma das mais admiradas redes de imóveis, formada por corretores autônomos, full service do Brasil.

Deixar comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Share This