A compra de um imóvel é uma decisão importante. Ela envolve a negociação de altos valores e tem a capacidade de interferir decisivamente na qualidade de vida e na estrutura patrimonial e financeira de uma pessoa. Por isso, toda transação imobiliária deve ser cercada do máximo de atenção possível a todos os detalhes.

A hora de assinar o contrato de compra, por exemplo, requer cuidados especiais, uma vez que ela definirá a concretização do negócio. Quer algumas dicas para não deixar que algo importante passe despercebido?

Confira, no post de hoje, os cuidados que você deve adotar nesse momento crucial.

1. Controle a ansiedade na hora de assinar o contrato de compra

Quem decide comprar um imóvel deve se preparar para cumprir várias etapas antes de pegar as chaves. Antes de mais nada, é preciso fazer um planejamento cuidadoso para ter certeza de que a aquisição cabe no orçamento da família.

O próximo passo é definir o imóvel e a localização ideais para, em seguida, partir para as visitas e para a escolha. Depois disso vem a negociação e, finalmente, o momento de fechar o negócio.

Ora, é natural que todo esse processo seja acompanhado de algumas emoções e que gere certa ansiedade. Aliás, é até bom que seja assim, pois a compra do imóvel representa uma ocasião importante e merece ser muito valorizada.

Contudo, nada disso deve interferir na frieza necessária para analisar o contrato. Portanto, a primeira dica é controlar as emoções e buscar a tranquilidade necessária para tomar boas decisões.  

2. Negocie os termos e os valores

De modo geral, a maior preocupação de quem está negociando um imóvel diz respeito ao preço. Sem dúvidas, esse é um ponto essencial. Porém, também é importante negociar os termos contratuais que darão forma ao negócio.

Afinal, os termos finais que forem definidos poderão tornar a transação mais ou menos apropriada para o comprador. As condições de pagamento, por exemplo, precisam ficar bem claras na negociação e devem ser registradas no contrato, uma vez que elas ditarão a forma como os desembolsos de capital deverão ser feitos pelo comprador.

3. Esteja atento aos índices de correção

Esse é um aspecto importantíssimo e também deve ficar muito claro no contrato. Se houver parcelamento do imóvel, os índices de correção e as taxas de juros devem ser especificadas.

Antes da assinatura, faça uma conferência para checar se tudo está de acordo com o planejamento financeiro que você fez antes de começar a procurar o imóvel. Certifique-se de que você poderá arcar com o compromisso que o contrato representa.

4. Tenha convicção sobre o que está sendo negociado

O imóvel será entregue mobiliado? O número de vagas descrito na escritura corresponde àquele que foi informado no contrato? Qual será a data de entrega do imóvel?

Existem várias informações relacionadas ao imóvel e ao negócio e você deve ter certeza de que todas realmente correspondem àquilo que você recebeu como promessa. Tudo deve ficar bastante claro e registrado em contrato para evitar problemas no futuro.

5. Escreva tudo o que for negociado

Todos os aspectos que fizerem parte da negociação precisarão ser registrados no contrato — exigir isso é perfeitamente aceitável. Por mais confiável que um vendedor pareça ser, qualquer acordo verbal pode ser esquecido se não for devidamente registrado contratualmente.

Assim, para evitar que os acordos tenham que ser renegociados após a assinatura ou que o vendedor simplesmente se negue a cumprir o que prometeu, não deixe passar nada. Essa postura é comum em uma negociação. Além disso, o vendedor que tem real disposição para cumprir o que disse na negociação não verá nenhum problema nesse cuidado.

6. Confira a documentação

É indispensável conferir toda a documentação do imóvel antes da assinatura do contrato. Guias de IPTU quitadas, recibos de pagamento do condomínio, as várias declarações negativas de débito que atestam que o imóvel está desimpedido para a venda, enfim, todos os documentos precisam ser verificados cuidadosamente antes da assinatura.

Nesse ponto, vale destacar que o Memorial Descritivo é um documento indispensável para imóveis que estão sendo negociados na planta. É necessário que ele tenha registro em cartório e que seja incluído na documentação a ser analisada. No caso de imóveis prontos, a escritura faz a devida descrição do imóvel.

7. Defina as responsabilidades sobre pagamentos

Basicamente, uma transação imobiliária implica no pagamento da corretagem, do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e de despesas cartoriais. Cabe ao vendedor do imóvel o pagamento da comissão do corretor e ao comprador as demais taxas.

8. Confira os dados

Certifique-se de que os seus dados e os dados do vendedor do imóvel estão corretos no contrato. Também confira se os dados relativos ao pagamento de parcelas vincendas estão bem definidos.

Se o acordo prevê o pagamento via depósito bancário, é preciso que o contrato informe a agência, a conta corrente e o banco. Se houver pagamento de sinal em cheque, os dados deste também devem ser incluídos no documento.

Caso a negociação inclua recursos de crédito imobiliário, confira se a data limite para a assinatura do contrato de financiamento registrada no contrato de compra corresponde ao que foi ajustado com o banco.

9. Faça a vistoria do imóvel

Não deixe de fazer a vistoria do imóvel, uma vez que o contrato de compra de imóvel é elaborado em caráter ad corpus — ou seja, “assim como está”.

Isso significa que, após a assinatura, o comprador se compromete a receber o imóvel nas condições que forem apresentadas, inclusive no que diz respeito ao estado de conservação, ao padrão de acabamento, ao número de vagas, etc.

10. Tome cuidado com as multas

O contrato deve incluir, ainda, a data de desocupação do imóvel e de entrega ao novo proprietário. Entende-se por desocupação não só a retirada de pessoas como também a de objetos que não tenham sido incluídos no negócio.

Portanto, o ideal é que o contrato inclua uma multa por atraso na entrega. Além disso, o contrato também deve prever uma multa rescisória caso uma das partes desista da negociação após a assinatura.

11. Recorra a um profissional capacitado

Seguindo essas orientações você estará cercado de cuidados importantes que devem ser observados antes da assinatura do contrato de compra de um imóvel.

No entanto, para que a segurança seja completa, é recomendável que você recorra à assessoria de um profissional do mercado imobiliário que esteja capacitado para analisar o documento e ajudar você com dúvidas e trâmites burocráticos.

Agora que você já sabe quais cuidados tomar antes de assinar o contrato de compra de imóvel, que tal ler o nosso e-book “Aprenda como Comprar e Alugar Imóvel com Segurança” para entender ainda mais sobre o assunto?

Sobre o autor

Rede Silvinho Ximenes

Baseada no Know how do empresário mineiro Silvinho Ximenes, referência reconhecida no mercado imobiliário nacional dentro de seus 50 anos de profissão, a Rede Silvinho Ximenes® já é reconhecida como uma das mais admiradas redes de imóveis, formada por corretores autônomos, full service do Brasil.

Deixar comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Share This