Ao apresentar um imóvel, o corretor tem a oportunidade de definir a transação, ao ficar cara a cara com o cliente, e deixá-lo sentir aquela sensação de casa nova, pode ser um verdadeiro diferencial em uma negociação.

            Entenda que uma das partes mais difíceis é levar o cliente até o local. Eu sei que muitos marcam visitas porque são levados pela curiosidade, mas por outro lado, existe uma vantagem imensa ao ter a oportunidade de apresentar o local ao potencial comprador.

            A questão, é que existem alguns fatores que podem atrapalhar muito a transação, caso o corretor não esteja devidamente preparado.

            É por isso que alguns profissionais da rede Silvinho Ximenes, declararam os 3 coisas que você não pode fazer ao apresentar um imóvel.

            Segundo Silvinho Ximenes (Dono da rede), o corretor de imóveis precisa se preparar para cada tipo de negociação, mesmo que seja necessário estudar o imóvel profundamente antes de apresentá-lo.

Nunca deixe de fazer o dever de casa

            Estudar o imóvel nunca foi tão importante. Devido aos problemas que surgiram no mercado imobiliário nos últimos anos, as pessoas se encontram na defensiva, e muitas vezes se apresentam desconfiadas de tudo. (Literalmente tudo).

            Perguntas referentes à fiação e instalação elétrica, infiltrações, vizinhança, segurança, acessibilidades, condições do telhado, assoalho, condição da estrutura e até mesmo um pouco sobre a personalidade do proprietário.

            Então você me diz… “MAS ISSO É MUITA COISA PARA EU SABER”…

            Pois é, trate de tirar todas as informações possíveis sobre o imóvel que pretende apresentar, para evitar que qualquer objeção fique sem resposta.

Cuidado para não cair em contradições

Publicidade

            Quando o corretor de imóveis trata de convencer, mas não prospecta o cliente antes, com a finalidade de conhecer suas maiores necessidades, normalmente cai em contradição.

            Me lembro de uma situação, onde um corretor marcou duas visitas com um cliente. Eram dois pontos comerciais, que estavam para alugar pelo mesmo valor.

            Quando chegaram ao primeiro ponto, o corretor abordou as acessibilidades e o fato de ter garagem, e logo começou a criticar o outro local, dizendo que lá não havia acessibilidades, e nem garagem para estacionar.

            O cliente optou mesmo assim por conhecer o outro imóvel, e por estar mais próximo a rua principal, acabou sendo colocado em prioridade.

            Logo, o corretor passou a criticar o outro local, dizendo que lá não passava muita gente, e que não adiantava ter garagem se o fluxo de pessoas era menor.

            Por isso, não caia em contradições, apoie-se somente nos prós e contras de cada imóvel, e somente realize comparações, após o cliente ter visto todos os que tinha interesse.

Nunca deixe de falar sobre os benefícios do imóvel, mesmo que não haja interesse

            Em alguns casos, o corretor percebe que o cliente não gostou muito do local, seja por causa de sua reação ou silêncio.

            O problema, é que você não sabe o que se passa ao certo, na cabeça de cada pessoa, por isso, não fique intimidado caso isso aconteça.

            Fale os benefícios do imóvel, aborde seus pontos fortes, e lembre-se de prospectar o cliente antes, assim você saberá ao certo, o que ele está procurando para saber como apresentar.

            Segundo Silvinho Ximenes, o corretor de imóveis é o principal responsável por seus resultados, e quanto mais preparado o profissional estiver no momento da apresentação, mais probabilidades ele terá de realizar a transação. Por isso, vale a pena prestar atenção nessas 3 coisas que você não pode fazer ao apresentar um imóvel.

 

 

 

Publicidade

Publicidade

Sobre o autor

Rede Silvinho Ximenes

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This